Messus: Sétima e Oitava Aulas

Ir em baixo

Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Cunobelinos em Dom Jul 03, 2016 7:52 pm

Espaço para a postagem de impressões e atividades relativas às Sétima e Oitava aulas.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 191
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Maycow Guimarães em Qui Jul 28, 2016 12:06 am

Boa noite a todas(os).

Respostas das atividades aulas sete e oito.

A meditação orientada ao final da primeira lição foi absolutamente tocante, fiquei emocionado e muito emotivo após termina la, sem falar que após a leitura a pratica desta meditação nos possibilita a vivencia mistérica dos ensinamentos!

A segunda meditação é tão importante e  profunda quanta a primeira, a diferença é que ela nos torna conscientes dos nosso "receptores internos" promovendo a visão no que seria seguir ao preenchimento da inspiração Divina!

Três frases foram criadas sobre o triplicidade mais muitas poderiam ser escritas!

Três coisas para nunca se esquecer, o chão onde andou as águas que navegou e as nuvens que o observava do céu...

Três virtudes essenciais, horar a palavra, manter a palavra e conhecer a palavra...

Três coisas obtidas por honrar Brigit: Inspiração, Proteção e Cura!

Bençãos de luz nos nossos caminhar /|\
avatar
Maycow Guimarães

Mensagens : 15
Data de inscrição : 14/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por PATRICIA FELTRIM em Seg Ago 22, 2016 9:36 pm

As meditações foram produtivas quanto à árvore. ...quanto aos caldeirões  mexeu muito com as emoções e houve uma espécie de renovação e auto consciência que me trouxe o contato com o meu EU interior.
Quanto à tríade. ...São como lembretes  para nos mantermos retos no caminho do bom caráter e boa conduta.... através delas vi como todos somos falhos e temos tanto a aprender e nos observar para não desviarmos da boa conduta e bons pensamentos para o melhor agir...sermos gratos e percebermos o que realmente tem valor.
Agradeço a oportunidade de estudo, meditação e reflexão.
Paty Feltrim


TRÊS SÃO AS DÁDIVAS DA VIDA
A SAÚDE
A GRATIDÃO
A PAZ INTERIOR

/|\
avatar
PATRICIA FELTRIM

Mensagens : 9
Data de inscrição : 04/11/2015
Idade : 40
Localização : São José do Rio Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Cunobelinos em Qua Set 07, 2016 8:00 pm

Maycow Guimarães escreveu:Boa noite a todas(os).

Respostas das atividades aulas sete e oito.

A meditação orientada ao final da primeira lição foi absolutamente tocante, fiquei emocionado e muito emotivo após termina la, sem falar que após a leitura a pratica desta meditação nos possibilita a vivencia mistérica dos ensinamentos!

A segunda meditação é tão importante e  profunda quanta a primeira, a diferença é que ela nos torna conscientes dos nosso "receptores internos" promovendo a visão no que seria seguir ao preenchimento da inspiração Divina!

Três frases foram criadas sobre o triplicidade mais muitas poderiam ser escritas!

Três coisas para nunca se esquecer, o chão onde andou as águas que navegou e as nuvens que o observava do céu...

Três virtudes essenciais, horar a palavra, manter a palavra e conhecer a palavra...

Três coisas obtidas por honrar Brigit: Inspiração, Proteção e Cura!

Bençãos de luz nos nossos caminhar /|\

Boa tarde, Maycow, vamos às suas respostas.

Fico muito feliz que o resultado da sua meditação tenha produzido uma resposta emocional tão boa. Parabéns.

A intenção da segunda meditação foi compreendido e atingido com sucesso, ao que percebo. Parabéns!

Sobre suas tríades:

Todas foram muito bem desenvolvidas e não tenho nada a dizer sobre elas, a não se parabeniza-lo pelo seu desenvolvimento e agradecer por partilha-las conosco. Muito bem!
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 191
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Cunobelinos em Qui Set 08, 2016 7:48 pm

PATRICIA FELTRIM escreveu:As meditações foram produtivas quanto à árvore. ...quanto aos caldeirões  mexeu muito com as emoções e houve uma espécie de renovação e auto consciência que me trouxe o contato com o meu EU interior.
Quanto à tríade. ...São como lembretes  para nos mantermos retos no caminho do bom caráter e boa conduta.... através delas vi como todos somos falhos e temos tanto a aprender e nos observar para não desviarmos da boa conduta e bons pensamentos para o melhor agir...sermos gratos e percebermos o que realmente tem valor.
Agradeço a oportunidade de estudo, meditação e reflexão.
Paty Feltrim


TRÊS SÃO AS DÁDIVAS DA VIDA
A SAÚDE
A GRATIDÃO
A PAZ INTERIOR

/|\

Boa tarde, Paty, vamos às suas respostas Smile

Fico muito feliz com o resultado das meditações. A meditação dos caldeirões tem mesmo esse potencial de mexer com o emocional, e fico feliz que ele tenha sido atingido por você.

Sobre as tríades: seu entendimento delas é apropriado. Elas são formas de pensamento de codificadas de forma gnômica para expressar conceitos filosóficos, mas muitas tem essa intenção, de nos ensinar a boa conduta e nossas falhas.
Sua tríade ficou belíssima e bastante significativa.
Parabéns!
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 191
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Fah Gimenes em Sex Nov 25, 2016 9:48 pm

Respostas sétima e oitava aula.

A primeira meditação, trouxe-me um momento de gratidão igualmente de constrição por um sentimento de respeito, que não saberia explicar em palavras talvez,  por esse ''mundo espiritual'' que nos envolve, me sinto privilegiada por poder senti-lo com os olhos abertos ... de certa forma, tornando-o mais palpável assim como os  ensinamentos vistos antes!



A segunda meditação trouxe-me uma profundidade espiritual permitindo o auto conhecimento e a clareza de mente, espirito e do universo q me cerca.


Sobre as Tríades... as exemplifico como :
"".. é um reflexo do universo, em um espelho imenso, em que as vezes esquecemos de  nos olhar.""

As lições dadas nas tríades, em suas variáveis exemplificações, devem ser observadas sempre (ao meu ver) pois em  todos os aspectos elas nos lembram: crescimento pessoal, desenvolvimento humano e evolução espiritual.
E dentro de qualquer tríade temos sempre uma mesma lição em comum, a de que nenhuma dessas evoluções ou crescimento estão desassociadas uma da outra e tão menos externas de nós mesmos!

Grata, bençãos plenas!
avatar
Fah Gimenes

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/10/2015
Idade : 34
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Meditação

Mensagem por Robert Wagner Allaron em Qui Dez 01, 2016 6:24 pm

A sensação de conforto causada nesta meditação bem como a conexão com a terra gerou uma forte sensação de estabilidade. Essa prática foi a que me fez perceber a intensidade das energias ao alinhar os caldeirões, percebi também como se algo dentro de mim estivesse agora organizado e fortificado. Agora venho uma mudança, pois agora tenho uma visão mais firme sobre meus propósitos e objetivos bem como do meus deveres para com meus compromissos, e uma auto avaliação.

/ | \

Para quem busca se conhecer, três caminhos.
O caminho do sábio conselho,
o caminho da introspecção
e o caminho da busca pela verdade,
essas três geram a iluminação.

/ | \
avatar
Robert Wagner Allaron

Mensagens : 15
Data de inscrição : 13/11/2015
Idade : 27
Localização : Sepetiba, Santa Cruz - Rio de Janeiro, Rua Nunes

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Cunobelinos em Sex Dez 16, 2016 6:32 am

Fah Gimenes escreveu:Respostas sétima e oitava aula.

A primeira meditação, trouxe-me um momento de gratidão igualmente de constrição por um sentimento de respeito, que não saberia explicar em palavras talvez,  por esse ''mundo espiritual'' que nos envolve, me sinto privilegiada por poder senti-lo com os olhos abertos ... de certa forma, tornando-o mais palpável assim como os  ensinamentos vistos antes!



A segunda meditação trouxe-me uma profundidade espiritual permitindo o auto conhecimento e a clareza de mente, espirito e do universo q me cerca.


Sobre as Tríades... as exemplifico como :
"".. é um reflexo do universo, em um espelho imenso, em que as vezes esquecemos de  nos olhar.""

As lições dadas nas tríades, em suas variáveis exemplificações, devem ser observadas sempre (ao meu ver) pois em  todos os aspectos elas nos lembram: crescimento pessoal, desenvolvimento humano e evolução espiritual.
E dentro de qualquer tríade temos sempre uma mesma lição em comum, a de que nenhuma dessas evoluções ou crescimento estão desassociadas uma da outra e tão menos externas de nós mesmos!

Grata, bençãos plenas!

Boa tarde, Fah, vamos às suas respostas:

Ambas as meditações parecem ter sido bem-sucedidas. No caso da primeira, o contato parece ter sido mais profundo e funcional. Os resultados de ambas são satisfatórios, contudo.

Sobre as tríades: seu entendimento delas é satisfatório, principalmente da necessidade de observa-las sob mais de um aspecto diferente. Mas ainda gostaria de ver uma tentativa sua de uma tríade própria.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 191
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Cunobelinos em Sex Dez 16, 2016 6:47 am

Robert Wagner Allaron escreveu:A sensação de conforto causada nesta meditação bem como a conexão com a terra gerou uma forte sensação de estabilidade. Essa prática foi a que me fez perceber a intensidade das energias ao alinhar os caldeirões, percebi também como se algo dentro de mim estivesse agora organizado e fortificado. Agora venho uma mudança, pois agora tenho uma visão mais firme sobre meus propósitos e objetivos bem como do meus deveres para com meus compromissos, e uma auto avaliação.

/ | \

Para quem busca se conhecer, três caminhos.
O caminho do sábio conselho,
o caminho da introspecção
e o caminho da busca pela verdade,
essas três geram a iluminação.

/ | \

Boa noite, Wagner.

Sobre a meditação: sua meditação parece ter sido completamente bem-sucedida e o significado dos Três Caldeirões bem-absorvido. Ela é sempre valiosa de ser praticada. Parabéns.

Sobre a tríade, a sua estrutura foi inovadora e o significado foi profundo e pertinente. Parabéns!
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 191
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Leonni Moura em Seg Set 11, 2017 3:12 am

Exercício “A Invocação dos Quadrantes”, aula 7

Eu decidi fazer esse exercício de forma ritualística, e não meditativa como os outros, mas com algumas alterações já que o exercício permitiu essa abertura, de forma que relacionei os quadrantes com as divindades que *eu* senti serem mais “apropriadas” e alterei também o ciclo das direções, no sentido horário. Comecei com a meditação da árvore e me sintonizei com os três mundos antes de começar com o breve rito em si. Comecei olhando para o Norte, vi Morrígan, a deusa da batalha, fiz minha invocação e acompanhei com uma oferenda de pão. Permanaci assim por alguns momentos, e me virei para o Leste, onde vi Dagda, o senhor da prosperidade, fiz minha invocação e fiz uma oferenda de aveia em flocos; esperei por alguns minutos e pedi por sua bênção. Me virei para o Sul, onde vi Brigit, e repeti o procedimento com as direções anteriores. Virei em direção ao Oeste, onde vi Lugh e repeti o procedimento anterior e pedi por suas bênçãos. Depois disso, permaneci alguns minutos em silêncio no Centro (o meu eu), e depois, virei para o norte e girei no sentido horário me despedindo de cada um deles, agradecendo pelas bênçãos e pelo tempo cedido. Me centrei alguns minutos para voltar, e finalizei o pequeno rito.

Exercício “A Imersão”, aula 8

Tal como no exercício similar da aula 3, realizei esse exercício no meu apartamento focando-me na paisagem onde ele está inserido. Comecei da mesma forma como no outro exercício e fui me reconhecendo no local, imaginando como ele seria antes das intervenções humanas: um rio, hoje poluído, hoje passa do lado do meu prédio e em duas quadras, uma linha de trem que corta colinas, assim como as estradas. A vegetação supostamente nativa foi substituída por árvores, ainda que escassas, vindo de outros lugares. Comecei a entoar o nome dúile e awen ao mesmo tempo que me imaginava tornando-me parte da paisagem e me vi afundando e afundando cada vez mais na terra. O resultado da experiência procurei sintetizar no seguinte pequeno poema:

Meus ossos são as rochas, cravadas no fundo da terra,
Minha carne é a terra dilacerada e as colinas e montes,
Meu cabelo e meus pelos são as gramas e as árvores,
Meu sangue corre pelo córrego que mudou o seu curso,
Minha respiração é o vento carregado de poluição,
Minha mente é a lua que se ergue amarela,
Meu rosto e meu olho é o sol que ilumina e tudo vê,
As partes do meu cérebro são as nuvens flutuando como os pensamentos,
E minha cabeça é a abóboda celeste.

Como podem ter percebido, muito da paisagem original daqui perto de casa foi alterado e passou por um processo massivo de transformação e destruição. É necessário muito trabalho de cura pela terra, e sempre uso isso nas minhas visualizações, tal como usei na meditação da aula 3.


Leonni Moura

Mensagens : 3
Data de inscrição : 14/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Thiago R. N. Silva em Qui Jan 25, 2018 4:08 pm

Exercício da Aula 7 Conexão Com Os Quadrantes

Bom dia a todos,

Hoje pela manhã acordei bem cedo e fui, como de costume, realizar os exercícios na área correspondente ao quintal da minha casa, por causa de todo o ambiente amplo, repleto de árvores e que me evoca exatamente estar em um bosque, uma floresta druídica. Choveu no dia anterior e portanto tudo estava muito lindo, com todas aquelas gotículas de água nas folhas, nas árvores, em todo o ambiente, aquele ar fresco e gelado da manhã.

Comecei a meditação realizando uma sequência de meditação de enraizamento, manifestação do corpo arbóreo, fiz a meditação dos três caldeirões e abri o portal com a névoa gerada com as águas do submundo e o fogo dos céus se encontrando no primeiro caldeirão abaixo do umbigo.

À oeste visualizei Lugh, meu querido Lugh, que se faz tão presente na minha vida e sempre da um jeito de me mandar um sinal, aparecer, dizer que está alí. Mal visualizei e já começou a falar e me passar o apreço que tem por mim e o quanto está satisfeito, feliz em me observar, que apesar das dificuldades eu estou conseguindo ir em frente, sabendo tomar a melhor escolha. Confesso que isso me fez muito bem, foi muito bom ouvir isso, pois também ele me passou uma energia de entusiasmo e o senti como um companheiro, um amigo de muito tempo, não só de agora. Eu precisava ouvir essas coisas, pois estou passando por uma situação muito complicada. Esta meditação foi exatamente o que eu precisava, nenhuma deu tão certo, se encaixou tão bem com o momento no qual foi feita quanto esta. Foi o ideal eu ter feito mesmo ela agora...

Ao norte eu visualizei Nuada... e eu sorri. Sorri e bastante de uma satisfação muito gostosa, muito boa. Sabe quando alguém fala uma coisa para vc e te tira daquela tristeza profunda, te dá ânimo e te faz sorrir? Dar boas risadas? Então, foi assim... Ele me falou "Ei.. Porque tu estás aí cabisbaixo?? Aaaaahhhhh o que é a vida sem emoções, coisas acontecendo e situações que te movimentam??? A vida é para ser vibrante.... Vc devia estar dando pulos e cheio de entusiasmo!!!"
Ele sorria para mim e me dava uma energia muito bacana, era vibrante.

Ao leste visualizei Dagda, meu querido Dagda, ele já me ajudou muito. Ele vinha reluzente, magnifico e com um ar tão bom, aquele paizão, mas na verdade mais para um avô, do que um pai. Ele falava que ele estaria sempre a me nutrir, a me prover, que eu estaria seguro nas mãos dele e que ele cuida de mim. Me senti muuuuito bem depois disso. Agradeci muito e me voltei para o sul.

Visualizei então Morrigam, era uma energia muito forte, como uma pancada e ela estava lá, com aqueles cabelos ruivos, olhar penetrante, com os cabelos meio encaracolados, compridos, esvoaçando com vento... Escutei o som de gaitas, uma música lenta, séria, com notas prolongadas, bonita, mas pesada, como que trazendo uma apreensão, chamando a atenção para algo importante...
Me falou que estas coisas que estão acontecendo fazem parte da conquista da verdadeira grandeza, da soberania. Essas coisas tem a finalidade de desenvolver e preparar o indivíduo, que vai me desenvolver, me preparar para ela.
Agradeci e fiz uma profunda reverência, agradeci muito pelo ensinamento.

Voltei-me ao meu centro e procurei sentir todas as forças ao mesmo tempo, as quatro direções e seus deuses, trazendo todas essas coisas para dentro de mim.

Agradeci aos deuses pela presença, por tudo o que me disseram, aos três reinos e em uma respiração recolhi meus galhos, na outra as minhas raízes e na última a névoa do outro mundo novamente para dentro de mim, para dentro do meu primeiro caldeirão.

Voltei novamente para a minha forma humanoide e encerrei a meditação.
Abri os olhos.

Foi uma sensação incrível, vibrante e aquietadora.

Maravilhosa mesmo de estar completo!!!


Luz e Paz a todos

Awen /|\
avatar
Thiago R. N. Silva

Mensagens : 5
Data de inscrição : 14/01/2017
Idade : 24
Localização : Itacoatiara - AM

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Sétima e Oitava Aulas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum