Messus: Terceira Aula

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Qua Jan 13, 2016 6:35 am

Espaço para as impressões do trabalho da terceira aula.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por PATRICIA FELTRIM em Dom Jan 24, 2016 4:43 pm

O Awen druídico é mais do que simples inspiração. É algo ainda a ser compreendido e então ser descrito. Imagino eu, em minha humilde descrição que seria um sopro divino de nossos Deuses ou do grande Criador, que se manisfesta através de nós e somos capazes de sentir com a alma e declamar poemas, criar histórias repletas de simbologia inspirada, criar poções de cura ou encantamentos, instantes que nos fazem compreender os mistérios do Superior.
Nesta meditação, em que é proferido repetidamente o mantra awen, a sensação de bem estar físico e espiritual foi de grande valia, e acredito que se eu continuar realizando e cantando o mantra mais momentos assim me serão concedidos.
Ainda mais, acredito que mantendo esse exercício, muito mais sensações e inspirações podem surgir. Very Happy
/|\
avatar
PATRICIA FELTRIM

Mensagens : 9
Data de inscrição : 04/11/2015
Idade : 39
Localização : São José do Rio Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Paulo Gibaldi em Dom Jan 31, 2016 7:46 pm

No início tive dificuldade pra esvaziar a mente, mas consegui visualizar bem as coisas e sentir a Awen vindo conforme o chamado, a mente ficou mais calma e limpa, me senti bem renovado.

Paulo Gibaldi

Mensagens : 8
Data de inscrição : 25/10/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Inspiração - Keltika Labara

Mensagem por Robert Wagner Allaron em Sex Fev 05, 2016 4:56 pm

Na minha terceira meditação com a inspiração eu costumo usar Keltikâ Labarâ, me deu uma sensação profunda de conforto e proteção, eu senti que minha casa estava protegida quando fiz o pensamento de protegé-la, era como sentir paredes transparentes ao redor de minha casa,
e me senti relaxado e em paz com tudo a minha volta.
Saudações a todos.
avatar
Robert Wagner Allaron

Mensagens : 12
Data de inscrição : 13/11/2015
Idade : 26
Localização : Sepetiba, Santa Cruz - Rio de Janeiro, Rua Nunes

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Luiz Brum em Qua Fev 10, 2016 6:54 pm

Boa tarde, bom tive uma certa dificuldade no início, mais na terceira tentativa consegui sentir-me relaxado e envolto por uma energia protetora e revigorante. Não fiz uma contagem precisa, fui repetindo várias vezes Awen e não me liguei em quantas vezes repeti. Foi uma sensação prazerosa, de paz, proteção e tranquilidade e no final me senti mais leve e em paz com tudo ao meu redor.
avatar
Luiz Brum

Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta - Terceira Aula - Poesia

Mensagem por Adriano Lobo em Dom Fev 21, 2016 12:19 am

Fiz a meditação baseada aqui onde moro, incluindo no máximo tudo que captei até o momento. Pessoas, costumes, trabalhos, fauna, flora, clima, preservação...
A meditação nem sempre acontece fácil, já que eu estou, mas acostumado a meditar sem seguir passos, simplesmente deixo a mente ir onde quiser...
Optei em fazer um poema de acordo com os traços apresentado na apostila, seguindo os versos poéticos de Taliesin.
Pensei também em desenhar essa experiência, retratar, transcrever os sentidos na meditação, mesmo que fosse de forma abstrata, mas, preferi me arriscar, estando correto ou não, replicar o poema.
Se não for assim, aprendo a fazer o correto.
Excelente sábado Very Happy
/|\

Eu sou um grão sob o Céu,
Eu sou semente germinando na Terra,
Eu sou o néctar da flor,
Eu sou uma harpia caçadora da mata
Eu sou um canto de amor selvagem,
Eu sou o voo do beija-flor,
Eu sou a voz da nascente,
Eu sou o caminho do rio,
Eu sou a força da água cristalina,
Eu sou orvalho da aurora
Eu sou a brisa vespertina
Eu sou o ritmo do coração,
Eu sou solo arado pelas mãos do agricultor,
Eu sou barro forjado no fogo e virei jarro formoso.
Quem desbrava o mato trazendo relento?
Quem contabiliza as estrelas da noite?
E os sonhos cintilados no tecer do dia?
Quem olha pela natureza no limite de Paty?
Para quem a natureza de Paty lamenta?
Que gente, cuja simplicidade acolhe os estrangeiros perdidos?
Mistérios sobre a roça? Magia por toda Cidade?
avatar
Adriano Lobo

Mensagens : 4
Data de inscrição : 03/11/2015
Idade : 40

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Meditação

Mensagem por Robert Wagner Allaron em Qui Fev 25, 2016 9:50 pm

Após me concentrar bem no local em que eu me encontrava comecei a voltar no tempo como que concentrando sempre no ambiente que se transmutava ao meu redor, haviam prédios, carros e um morro mais a frente do prédio onde eu me encontrava, este, cercado de pequenas casas, porém já estava tudo ao redor em concreto e asfalto.
Quando cheguei ao ponto do meu objetivo na meditação, consegui ter várias visões de muito mato e uma vegetação densa, quase impenetrável, tudo que consegui captar até o momento foram as imagens e alguns insights dos quais me lembro perfeitamente, vi também que a montanha estava lá, verde e com algumas árvores, dentre elas um coqueiro bem no topo, tão logo se passaram alguns minutos e eu perdi o foco e retornei, ao voltar pude constatar que, era o mesmo coqueiro mas agora ele já estava em meio as pequenas casas em cima da montanha.
avatar
Robert Wagner Allaron

Mensagens : 12
Data de inscrição : 13/11/2015
Idade : 26
Localização : Sepetiba, Santa Cruz - Rio de Janeiro, Rua Nunes

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Fah Gimenes em Sab Fev 27, 2016 3:49 am

A pratica da Meditação com a entoação do mantra para mim é novo, tenho a praticado a noite antes de me deitar sempre que posso.

Os resultados tem sido agradáveis, a principio me senti confortável e no final bem tranquila. Não tenho estipulado tempo de duração e nem contado quantas vezes recito Awen... como sempre digo deixo fluir... e observo as reações.

Devido ao horario da pratica, isso tem me dado um sono mais reparador...
As sensações espirituais que mais me chamou a atenção é o fluxo de energia que sinto passar por mim e a sensação de estar ''levitando'' durante a meditação.

avatar
Fah Gimenes

Mensagens : 9
Data de inscrição : 26/10/2015
Idade : 33
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Maycow Guimarães em Ter Mar 01, 2016 8:42 pm

Boa tarde! desculpem pelo atraso na entrega desta atividade, devido a mudanças ate a realização da atividade foi um tanto complicada, pois meus objetos e a natureza que estava acostumado não estavam presentes, apesar da dificuldade acredito q a qualidade da experiência não tenha mudado muito, contudo em breve retorno a minha cidade e a natureza que lá existe, durante a atividade conectar o espaço local foi complicado, estou em Angra dos Reis num local que foi muito aterrado, destruí e os córrego e o mar mais próximos estão bem poluídos o que me deixou bem triste durante a atividade, tanto que esse exercício me ajudou a decidir em retornar a minha cidade, a questão energética local me influenciou a este ponto sim, a utilização da sonoridade do Awen funciona muito bem realizando alteração emocional e psíquica, nos induzindo ao contato necessário exigido nesta atividade, quando estava na minha cidade utilizei junto ao som o meu tambor, no inicio parecia como um mantra que logo se tornou uma canção que me deixou muito emocionado e conectado! contudo acredito que preciso praticar ainda mais esta atividade assim que retornar! forte abraço em todos!
avatar
Maycow Guimarães

Mensagens : 11
Data de inscrição : 14/11/2015
Idade : 31
Localização : Pinheiral - RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Luciana Cavalcanti em Seg Mar 28, 2016 2:59 am

Que palavra poderosa é Awen.
Fiz a meditação no banho. Como moro com minha filha de 3 anos, é onde não sou interrompida por ela. O barulho da água acalma minha mente, para o canto a acústica do banheiro foi ótima. A palavra já saiu imensa tomando o lugar, senti o ar vibrar por minha garganta, tentei estender a entonação por bastante tempo conforme fizemos no EBDRC e senti que uma canção se formou, o Awen variava e voltava a ser o mesmo. Eu cantava mas também me ouvia como se o Canto não viesse de mim. Senti vontade de mover os braços no ritmo, como se pudesse modelar a música no ar com movimentos calmos como no tai-chi-chuan (porém totalmente improvisados). Fui tomada por entusiasmo, calma e alegria. O ambiente se desfez, o som da água se desfez, senti só a música do Awen sendo repetido e a dança.A questão que me incomodava sumiu em segundos, ao retomar a consciência uma leveza substitui o incômodo.Não me ocorreu nenhuma resposta mas o sentimento era de liberação, leveza, como se o campo energético tivesse se renovado. Acredito que consigo mais resultado meditando com música e movimento que tentando esvaziar a mente estaticamente.
avatar
Luciana Cavalcanti

Mensagens : 5
Data de inscrição : 05/12/2015
Idade : 39
Localização : Barra de Sao Joao RJ

Ver perfil do usuário http://correnterj.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Sab Abr 16, 2016 7:35 pm

PATRICIA FELTRIM escreveu:O Awen druídico é mais do que simples inspiração. É algo ainda a ser compreendido e então ser descrito. Imagino eu, em minha humilde descrição que seria um sopro divino de nossos Deuses ou do grande Criador, que se manisfesta através de nós e somos capazes de sentir com a alma e declamar poemas, criar histórias repletas de simbologia inspirada, criar poções de cura ou encantamentos,  instantes que nos fazem compreender os mistérios do Superior.
Nesta meditação, em que é proferido repetidamente o mantra awen, a sensação de bem estar físico e espiritual foi de grande valia, e acredito que se eu continuar realizando e cantando o mantra mais momentos assim me serão concedidos.
Ainda mais, acredito que mantendo esse exercício, muito mais sensações e inspirações podem surgir. Very Happy
/|\

Maravilhosa a sua descrição, Paty! Você compreendeu perfeitamente o sentido da Awen, o momento de epifânia divina que liga as pessoas ao Divino. Todas os benefícios que você citou são mais do que verdadeiros pela integração da Awen.
Fico feliz que este exercício tenha lhe trazido alguma inspiração Smile
/!\
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Sab Abr 23, 2016 5:52 am

Paulo Gibaldi escreveu:No início tive dificuldade pra esvaziar a mente, mas consegui visualizar bem as coisas e sentir a Awen vindo conforme o chamado, a mente ficou mais calma e limpa, me senti bem renovado.

Um resultado simples, mas ainda positivo; muito obrigado, Paulo.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Qua Maio 04, 2016 7:29 pm

Robert Wagner Allaron escreveu:Na minha terceira meditação com a inspiração eu costumo usar Keltikâ Labarâ, me deu uma sensação profunda de conforto e proteção, eu senti que minha casa estava protegida quando fiz o pensamento de protegé-la, era como sentir paredes transparentes ao redor de minha casa,
e me senti relaxado e em paz com tudo a minha volta.
Saudações a todos.

Boa tarde, Robert, vou tentar responder as suas duas atividades no mesmo tópico, tudo bem?

A sua primeira experiência foi bastante interessante, e fiquei bastante interessado nela como uso de proteção. O uso da Keltikâ Labarâ costuma trazer toda uma intensidade adicional para ela, realmente, embora eu sempre recomende que se interiorize totalmente o significado das palavras antes de se utilizar; pode parecer algo bobo, mas é sempre importante conhecer o que se diz. Mas uma vez que sabe, é um elemento potencializador, uma vez que o uso de um idioma diferente do que se utiliza no cotidiano é um sinal adicional para a consciência de que se está participando de um momento sagrado, separado dos momentos mundanos.

Robert Wagner Allaron escreveu: Após me concentrar bem no local em que eu me encontrava comecei a voltar no tempo como que concentrando sempre no ambiente que se transmutava ao meu redor, haviam prédios, carros e um morro mais a frente do prédio onde eu me encontrava, este, cercado de pequenas casas, porém já estava tudo ao redor em concreto e asfalto.
Quando cheguei ao ponto do meu objetivo na meditação, consegui ter várias visões de muito mato e uma vegetação densa, quase impenetrável, tudo que consegui captar até o momento foram as imagens e alguns insights dos quais me lembro perfeitamente, vi também que a montanha estava lá, verde e com algumas árvores, dentre elas um coqueiro bem no topo, tão logo se passaram alguns minutos e eu perdi o foco e retornei, ao voltar pude constatar que, era o mesmo coqueiro mas agora ele já estava em meio as pequenas casas em cima da montanha.

Muito bom, o resultado de sua meditação foi bastante satisfatório, uma vez que conseguiu estabelecer um contato com o ambiente ao seu redor, o ambiente do espírito, aquele que existia antes da comunidade humana se estabelecer por lá. Muito bom que tenha encontrado um ponto focal de encontro entre a realidade antigo e a atual (o coqueiro), pois esse tipo de ponto sempre se torna uma boa âncora para se retornar a esse tipo de local.
Parabéns.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Qui Maio 05, 2016 1:59 am

Luiz Brum escreveu:Boa tarde, bom tive uma certa dificuldade no início, mais na terceira tentativa consegui sentir-me relaxado e envolto por uma energia protetora e revigorante. Não fiz uma contagem precisa, fui repetindo várias vezes Awen e não me liguei em quantas vezes repeti. Foi uma sensação prazerosa, de paz, proteção e tranquilidade e no final me senti mais leve e em paz com tudo ao meu redor.

É muito comum se perder na contagem, Luiz, não se preocupe com isso. O objetivo do trabalho foi atingido, e há uma semelhança entre a sua vivência e a de Robert. Fico feliz que essa força da Awen esteja se manifestando assim. Parabéns.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Ter Maio 10, 2016 5:37 am

Adriano Lobo escreveu:Fiz a meditação baseada aqui onde moro, incluindo no máximo tudo que captei até o momento. Pessoas, costumes, trabalhos, fauna, flora, clima, preservação...
A meditação nem sempre acontece fácil, já que eu estou, mas acostumado a meditar sem seguir passos, simplesmente deixo a mente ir onde quiser...
Optei em fazer um poema de acordo com os traços apresentado na apostila, seguindo os versos poéticos de Taliesin.
Pensei também em desenhar essa experiência, retratar, transcrever os sentidos na meditação, mesmo que fosse de forma abstrata, mas, preferi me arriscar, estando correto ou não, replicar o poema.
Se não for assim, aprendo a fazer o correto.
Excelente sábado Very Happy
/|\

Eu sou um grão sob o Céu,
Eu sou semente germinando na Terra,
Eu sou o néctar da flor,
Eu sou uma harpia caçadora da mata
Eu sou um canto de amor selvagem,
Eu sou o voo do beija-flor,
Eu sou a voz da nascente,
Eu sou o caminho do rio,
Eu sou a força da água cristalina,
Eu sou orvalho da aurora
Eu sou a brisa vespertina
Eu sou o ritmo do coração,
Eu sou solo arado pelas mãos do agricultor,
Eu sou barro forjado no fogo e virei jarro formoso.
Quem desbrava o mato trazendo relento?
Quem contabiliza as estrelas da noite?
E os sonhos cintilados no tecer do dia?
Quem olha pela natureza no limite de Paty?
Para quem a natureza de Paty lamenta?
Que gente, cuja simplicidade acolhe os estrangeiros perdidos?
Mistérios sobre a roça? Magia por toda Cidade?

Muito, muito bom, Adriano, a sua versão da canção está belíssima. Está de parabéns. Não há necessidade de replicar a estrutura da canção de Amergin ao pé da letra, mas a sua versão ficou muito boa e transmite perfeitamente a formação dos cosmos pessoal do local onde vive. Parabéns!
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Sab Maio 14, 2016 9:09 pm

Robert Wagner Allaron escreveu:Após me concentrar bem no local em que eu me encontrava comecei a voltar no tempo como que concentrando sempre no ambiente que se transmutava ao meu redor, haviam prédios, carros e um morro mais a frente do prédio onde eu me encontrava, este, cercado de pequenas casas, porém já estava tudo ao redor em concreto e asfalto.
Quando cheguei ao ponto do meu objetivo na meditação, consegui ter várias visões de muito mato e uma vegetação densa, quase impenetrável, tudo que consegui captar até o momento foram as imagens e alguns insights dos quais me lembro perfeitamente, vi também que a montanha estava lá, verde e com algumas árvores, dentre elas um coqueiro bem no topo, tão logo se passaram alguns minutos e eu perdi o foco e retornei, ao voltar pude constatar que, era o mesmo coqueiro mas agora ele já estava em meio as pequenas casas em cima da montanha.

Sua meditação atingiu a todos os objetivos propostos, do retorno até o início da sua localidade, estabelecendo um ponto de permanência original (o coqueiro), e o retorno no sentido da evolução cronológica do local. Muito bom, Robert, espero que isso ensine um pouco sobre a ligação com a própria localidade, cada qual plena de história e sacralidade.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Ter Maio 17, 2016 7:43 pm

Fah Gimenes escreveu:A pratica da Meditação com a entoação do mantra para mim é novo, tenho a praticado a noite antes de me deitar sempre que posso.

Os resultados tem sido agradáveis, a principio me senti confortável e no final bem tranquila. Não tenho estipulado tempo de duração e nem contado quantas vezes recito Awen... como sempre digo deixo fluir... e observo as reações.

Devido ao horario da pratica, isso tem me dado um sono mais reparador...
As sensações espirituais que mais me chamou a atenção é o fluxo de energia que sinto passar por mim e a sensação de estar ''levitando'' durante a meditação.


Muito bom, Fah, o fluxo de energia é um dos resultados esperados para o exercício. Não é realmente necessário contar o número de entoações, elas devem fluir naturalmente, e os números sugeridos são apenas guias simbólicos. Mas o mais importante é o resultado ser atingido Smile
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Qui Maio 19, 2016 7:53 am

Maycow Guimarães escreveu:Boa tarde! desculpem pelo atraso na entrega desta atividade, devido a mudanças ate a realização da atividade foi um tanto complicada, pois meus objetos e a natureza que estava acostumado não estavam presentes, apesar da dificuldade acredito q a qualidade da experiência não tenha mudado muito, contudo em breve retorno a minha cidade e a natureza que lá existe, durante a atividade conectar o espaço local foi complicado, estou em Angra dos Reis num local que foi muito aterrado, destruí e os córrego e o mar mais próximos estão bem poluídos o que me deixou bem triste durante a atividade, tanto que esse exercício me ajudou a decidir em retornar a minha cidade, a questão energética local me influenciou a este ponto sim, a utilização da sonoridade do Awen funciona muito bem realizando alteração emocional e psíquica, nos induzindo ao contato necessário exigido nesta atividade, quando estava na minha cidade utilizei junto ao som o meu tambor, no inicio parecia como um mantra que logo se tornou uma canção que me deixou muito emocionado e conectado!  contudo acredito que preciso praticar ainda mais esta atividade assim que retornar! forte abraço em todos!

Boa noite, Maycow, desculpe a demora. A questão do local é realmente uma das grandes influências na realização desse exercício. Locais profundamente urbanizados realmente geram todo esse peso. Mas fico feliz que tenha atingido o resultado esperado, pois ele é a busca pela integração com o ambiente local. E sim, praticar com um tambor ou outra forma de apoio musical realmente torna a experiência muito mais intensa. Parabéns Smile
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Sex Maio 20, 2016 8:05 am

Luciana Cavalcanti escreveu:Que palavra poderosa é Awen.
Fiz a meditação no banho. Como moro com minha filha de 3 anos, é onde não sou interrompida por ela. O barulho da água acalma minha mente, para o canto a acústica do banheiro foi ótima. A palavra já saiu imensa tomando o lugar, senti o ar vibrar por minha garganta, tentei estender a entonação por bastante tempo conforme fizemos no EBDRC e senti que uma canção se formou, o Awen variava e voltava a ser o mesmo. Eu cantava mas também me ouvia como se o Canto não viesse de mim. Senti vontade de mover os braços no ritmo, como se pudesse modelar a música no ar com movimentos calmos como no tai-chi-chuan (porém totalmente improvisados). Fui tomada por entusiasmo, calma e alegria. O ambiente se desfez, o som da água se desfez, senti só a música do Awen sendo repetido e a dança.A questão que me incomodava sumiu em segundos, ao retomar a consciência uma  leveza substitui o incômodo.Não me ocorreu nenhuma resposta mas o sentimento era de liberação, leveza, como se o campo energético tivesse se renovado. Acredito que consigo mais resultado meditando com música e movimento que  tentando esvaziar a mente estaticamente.

Boa noite, Luciana. A verdade é que não há uma única forma de meditação; quando a meditação provoca movimento e entrega, ela é uma das mais poderosas formas de comunhão espiritual que existe, pois você se une física e mentalmente ao seu objetivo. Por isso muitas vezes meditamos com o apoio de tambores ou outras formas de apoio musical, pois eles nos facilitam atingir essa entrega, e tornar a meditação extática. Meus parabéns pelos resultados, é bom saber que esse trabalho consegue gerar uma meditação de êxtase, mesmo que realizado na sua forma mais simples, que é a forma solitária. Realmente, parabéns.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Marianna Teixeira em Ter Jun 21, 2016 4:27 pm

Awen para mim é primeiramente sentir. Venho meditado há dias nesse sentimento e, sempre que me conecto à terra durante o processo, sinto com meus pés fincados ao chão um profundo sentimento de paz... mas não é uma paz externa, é algo interno, algo que vem de dentro e de amplas memórias. Eu a reconheço como reconheço a mim mesma. Além de ser sempre uma memória reconfortante, para mim, é sempre um convite a ter coragem e exercer também a força, mesmo que envolta de toda sutileza, uma força que vem de dentro e que jamais posso me esquecer de desfrutar, banhar minha alma nela.
avatar
Marianna Teixeira

Mensagens : 4
Data de inscrição : 03/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Dom Jul 03, 2016 8:12 pm

Marianna Teixeira escreveu:   Awen para mim é primeiramente sentir. Venho meditado há dias nesse sentimento e, sempre que me conecto à terra durante o processo, sinto com meus pés fincados ao chão um profundo sentimento de paz... mas não é uma paz externa, é algo interno, algo que vem de dentro e de amplas memórias. Eu a reconheço como reconheço a mim mesma. Além de ser sempre uma memória reconfortante, para mim, é sempre um convite a ter coragem e exercer também a força, mesmo que envolta de toda sutileza, uma força que vem de dentro e que jamais posso me esquecer de desfrutar, banhar minha alma nela.

Muito bom, Marianna, uma reflexão bastante profunda e válida. O Druidismo entende o ser humano como um reflexo microcósmico do macrocosmos maior. Por isso a ligação com a natureza externa reflete na paz do interno, e vice-versa. Locais onde a paz externa está ausente dificilmente trarão uma paz interior a alguém, e nós transformamos o ambiente com o nosso estado de espírito. O reflexo da ação do homem sobre a natureza hoje reflete muito do próprio estado de espírito do homem perante a vida Smile
Parabéns!
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por etiennie em Sex Mar 31, 2017 2:49 am

Primeiro exercício: consegui esvazia a mente e consegui ver e sentir awen. Essa luz vindo do céu veio intensa e clara ao ponto de me cega só via o clarão durante toda a meditação, trazendo paz e ânimo. Fisicamente estava cansada do dia de trabalho, mas após me senti bem animada para realizar outras atividades.

Segundo exercício: o segundo não senti dificuldade em me conectar e imergir e sim em lidar com a sensações extremamente ruins que envolvem esse processo, escolhi o parque ao próximo a minha casa. E foi muito complicado no meio, porém o começo foi bom e no final consegui equilibrar as sensações.

Creio muito que a vontade e a coragem nos faz continuar num processo de imersão desse tipo. Não sei se o repetiria tão logo.
avatar
etiennie

Mensagens : 5
Data de inscrição : 03/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Cunobelinos em Sab Abr 01, 2017 8:51 pm

etiennie escreveu:Primeiro exercício: consegui esvazia a mente e consegui ver e sentir awen. Essa luz vindo do céu veio intensa e clara ao ponto de me cega só via o clarão durante toda a meditação, trazendo paz e ânimo. Fisicamente estava cansada do dia de trabalho, mas após me senti bem animada para realizar outras atividades.

Segundo exercício: o segundo não senti dificuldade em me conectar e imergir e sim em lidar com a sensações extremamente ruins que envolvem esse processo, escolhi o parque ao próximo a minha casa. E foi muito complicado no meio, porém o começo foi bom e no final consegui equilibrar as sensações.

Creio muito que a vontade e a coragem nos faz continuar num processo de imersão desse tipo. Não sei se o repetiria tão logo.

Sobre o primeiro exercício: parece ter havido uma execução e um contato bem sucedido com a Awen. É um processo gradual, mas que pode trazer resultados cada vez mais animadores, desde que feito com parcimônia (ou corre o risco de se tornar uma prática mundana e perder parte da efetividade).

Sobre o segundo exercício: as energias locais influenciam diretamente a realização do exercício, por isso a escolha do local é muito relevante. Mas isso é uma boa evidência de um exercício de contato bem sucedido, uma vez que a energia do local foi bem captada.
avatar
Cunobelinos
Admin

Mensagens : 130
Data de inscrição : 20/10/2015

Ver perfil do usuário http://ramodecarvalho.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por ingridbits em Dom Abr 02, 2017 2:22 am

1° exercício: consegui me conectar e me deu vontade de rir.

2° exercício: sensação de mudança.

ingridbits

Mensagens : 3
Data de inscrição : 08/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Thiago R. N. Silva em Dom Maio 07, 2017 1:30 am

Oi, boa noite
Foi bem bacana para mim, fazer todos os dois exercícios. Me senti muito bem, inclusive no segundo.
No primeiro senti uma energia muito forte entrando pelas minhas mãos. Elas vibravam e senti meus braços pesarem a medida que a energia ia entrando no meu corpo. Meu rosto começou a fervilhar também e senti meu corpo ser preenchido também, porém de maneira mais leve por essa sensação. Me senti muito bem.
Quanto ao segundo exercício me senti bastante confortável. Pude sentir em um momento claramente um índio me olhar, ficar na minha frente e me encarar fixamente e depois seguir com o resto da sua tribo. Não me senti mal com as mudanças que ocorreram ao longo do tempo em todo o local em que eu fiz o exercício. Senti claramente todo o conflito e alterações que ocorreram, o sofrimento e as disputas, a dominação dos europeus e posterior alteração no ambiente nativo até chegar a cidade como ela se encontra. Mas mesmo assim senti que nada de modo algum fica perdido, que as essência do local, de tudo que existiu e como existiu continuará sempre alí, nunca poderá ser apagada, não importa o número de alterações que aconteçam. Isso ficou bem forte em mim, então não havia motivo para lágrimas ou qualquer sentimento semelhante, porque de certa forma tudo é parte de um grande plano, de algo muito maior, que vai muito além do que se pode perceber na simples contemplação dos fatos acontecidos. Algo inesperado no momento certo acontece para mudar o rumo do que aparentemente é um ciclo de degradação sem fim. Algo a partir disso é edificado. Essas foram as minhas percepções e sensações que vieram durante a realizaçao do exercício.
Em um determinado momento perdi totalmente a minha forma e isso é uma coisa muito louca, digo pra vcs... Parece um giro, uma expiral louca que vc quase perde a consciencia do que é vc (so pra deixar claro que nao uso nenhum tipo de droga, kkkkkkk.... Apenas alcool e muito raramente) Perder por um momento toda a sua proporção e noçao de tamanho é doido e isso ainda me assuta, (já aconteceu antes em outros exercícios, inclusive em um outro druídico que eu fiz). Pude me sentir parte de tudo, eu era tudo. As arvores, o ceus, os rios, a natureza, as tribos indígenas que haviam no local, os europeus que chegaram, o negros que foram escravizados, estar e fazer parte da mente de cada um, seus sentimentos, idéias, sensações, objetivos e sonhos foi fascinante!! O contraste e a unicidade de tudo isso e ser tudo isso foi fantástico. Sentir também a cidade, as ruas, a brisa, o povo como ele é com suas alegrias e tristezas foi muito gratificante.
Retornei com uma sensação muito boa de integração e unidade com o todo, com tudo ao meu redor e me senti mais forte e centrado, capaz de fazer qualquer coisa!!

Awen /|\

Luz e Paz a todos

Thiago R. N. Silva

Mensagens : 4
Data de inscrição : 14/01/2017
Idade : 23
Localização : Itacoatiara - AM

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Messus: Terceira Aula

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum